TERROR NO BRASIL: COMO É O ANIMAL CORDIAL